Soneto (aniversário de Alexandre R. dos Anjos)

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soneto (aniversário de Alexandre R. dos Anjos)
por Augusto dos Anjos


(Feito no decurso de dois minutos. em homenagem ao aniversário natalício de Alexandre Rodrigues dos Anjos - 28 de abril de 1905.)


Para quem tem na vida compreendido

Toda a grandeza da Fraternidade

O aniversário dum irmão querido

A alma de alegres emoções invade.


Depois quando no irmão estremecido

Fazem aliança o gênio e a probidade,

Atinge o amor um grau nunca atingido

No termômetro santo da Amizade.


O Alexandre dos Anjos merecia

Grandes coroas nesse grande dia,

Tesouros reais, auríferos tesouros...


Terá no entanto indubitavelmente

A admiração do século presente

E a sagração dos séculos vindouros!