Sonhador (1893)

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sonhador
por Cruz e Sousa
Poema publicado em Broqueis (1893).
Obra com ortografia atualizada disponível em Sonhador (ortografia atualizada).




Por sóes, por bellos sóes alviçareiros,
Nos trophéus do teu Sonho irás cantando,
As purpuras romanas arrastando,
Engrinaldado de immortaes loureiros.

Nobre guerreiro audaz entre os guerreiros,
Das Idéas as lanças sopesando,
Verás, a pouco e pouco, desfillando
Todos os teus desejos condoreiros...


Immaculado, sobre o lôdo immundo,
Ha de subir, com as vivas castidades,
Das tuas glorias o clarão profundo.

Ha de subir, além de eternidades,
Diante do tôrvo crocitar do mundo,
Para o branco Sacrario das Saudades !