Telegrama de Euclides da Cunha de 22 de setembro de 1897

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Telegrama de Euclides da Cunha de 22 de setembro de 1897)
por Euclides da Cunha


Monte Santo, 22 setembro (Retardado)

Cheguei bem. O estado moral das forças sitiantes é o melhor possível.

Tudo indica o próximo e feliz desenlace da luta, apesar da tenacidade verdadeiramente extraordinária dos jagunços, que diariamente tiroteiam com as nossas forças, combatem ou investem as linhas com audácia imensa.

Escreverei brevemente sobre a situação e procurarei definir a feição predominante da campanha, não exposta ainda claramente.

Depois de tomadas as posições importantes de Cambaio e de Favela e depois da queda das torres da igreja nova, melhorou a situação das forças sitiantes, estando o inimigo visivelmente enfraquecido

Noto entre as nossas forças disciplina notável e confiança inteira no general Artur Oscar, comandante-em-chefe.

Dos novos pontos ocupados observa-se bem o arraial de Canudos.

Posso afirmar, sem temer contestação séria, que o arraial tem mais de 2 mil casas porque além da zona que se observa de Favela, há muitos outros pontos povoados.