Telegrama de Euclides da Cunha de 28 de agosto de 1897 (III)

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Telegrama de Euclides da Cunha de 28 de agosto de 1897)
por Euclides da Cunha


Bahia, 28 agosto (23h45)

A situação das coisas em geral é animadora.

Está sendo realizada a concentração das forças em Monte Santo

As operações de guerra são feitas rapidamente, refluindo o exército, logo após a vitória, para a base de operações, porque é dificílimo alimentar grande número de batalhões durante muitos dias, em Canudos.

O resultado é seguro, caso não surjam imprevistos que o demorem.

As forças que estão em Canudos, em bombardeios agora com grande suprimento de munições, preparam a ação decisiva.

Entretanto continua tenaz a resistência dos fanáticos, animados de modo singular, talvez, pela recordação dos insucessos das anteriores expedições.

— O trem da brigada Girard já deve estar em Canudos.

O batalhão paulista está em Monte Santo e brevemente partirá conjuntamente com os batalhões do Pará, do Amazonas e de linha.

Aguardamos próxima vitória e termo da luta mais bárbara da nossa história.

Chegaram hoje mais duzentos feridos.