Terra das Escolas - Atenas do Sul

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Terra das Escolas - Atenas do Sul
Letra por Duílio Gambini
Melodia por Spartaco Rossi
Hino do município de Itapetininga, oficializado pela lei municipal nº 1.372, de 22 de dezembro 1967

Do que fora a capela de outrora,
Marco erguido em manhã de ouro azul
Nossos olhos contemplam agora,
Esta joia que é a Atenas do sul

Tua história é um sacrário guardando a bravura dos teus ancestrais,
Com Venâncio e os Prestes vibrando,
Na defesa dos teus ideais!

Teu amor à Liberdade
Tua garbosa mocidade
Tudo em ti, Terra querida é inspiração, é pujança,
É tradição, é esperança, é um vibrante hino à vida.

Dadivosa, gentil, fascinante,
Terno pouso da felicidade!
Pulsa em ti o ardor bandeirante
Do civismo e da Liberdade
Teu valor, tua grandeza presente,
Que teus filhos, lutando forjaram,
É o fruto da opima semente
Que Vieira e Leme plantaram!

Refrão

Nobre exemplo de brasilidade,
Filha amada de Piratininga,
Berço augusto da Paz, da Igualdade,
Salve heroica Itapetininga
Teu pendão simboliza a vitória,
E assim vais teu futuro rasgando,
Sob as bençãos de Deus caminhando
Para os cimos mais altos da glória!

Refrão