Affonso de Albuquerque

Wikisource, a biblioteca livre

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Affonso de Albuquerque
por Fernando Pessoa
Poema publicado em Mensagem (1934).

De pé, sobre os paizes conquistados
Desce os olhos cansados
De ver o mundo e a injustiça e a sorte.
Não pensa em vida ou morte,
Tam poderoso que não quer o quanto
Póde, que o querer tanto
Calcára mais do que o submisso mundo
Sob o seu passo fundo.
Trez imperios do chão lhe a Sorte apanha.
Creou-os como quem desdenha.