Ai mia senhor, lume dos olhos meus!

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ai mia senhor, lume dos olhos meus!
por Fernán Fernández Cogominho


Ai mia senhor, lume dos olhos meus!
U vos non vir, dizede-mi, por Deus,
     que farei eu, que vos sempre amei?

Pois m'assí vi, u vos vejo, morrer,
u vos non vir, dizede-m'ũa ren:
     que farei eu, que vos sempre amei?

Eu, que nunca outren soubi servir
senón, senhor, vós e, u vos non vir,
     que farei eu, que vos sempre amei?