Autor:Francisco de Borja Garção Stockler

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa
Francisco de Borja Garção Stockler
Nacionalidade Portugal português
Data de nascimento 25 de setembro de 1759
Local de nascimento Lisboa
Data de falecimento 6 de março de 1829 (69 anos)
Local de falecimento Faro
Ocupação matemático, escritor, poeta, militar, político
País de cidadania Portugal

<Autor:S
Francisco de Borja Garção Stockler foi um nobre, militar e administrador colonial português; primeiro e único barão da Vila da Praia.

Wikipedia-logo.png Biografia na Wikipédia


Matemática[editar]

  • Compêndio da teoria dos limites, ou introdução ao método das fluxões, Lisboa, 1794;
  • Memórias sobre os verdadeiros princípios do método das fluxões;
  • Demonstração do teorema de Newton sobre a soma das potencias das raízes das equações;
  • Lettre a Mr. le Redacteur du "Monthly Review" ou Réponse aux objections qu'on a faites dans ce journal à la methode des limites des fluxions hypothétiques, Londres, 1800;
  • Carta a Anton Felkel acerca do seu método para determinar os factores dos números naturais;
  • Memória sobre as equações de condição das funções fluxionais;
  • Lição duodécima dos elementos de Geometria, a qual tem por título das correlações que existem entre as operações elementares da technia geométrica e da technia algébrica, Lisboa, 1819;
  • Memória sobre algumas propriedades das coeficientes dos termos do binómio de Newton;
  • Método inverso dos limites ou desenvolvimento das funções algorítmicas, Lisboa, 1825.

História da Matemática[editar]

  • Ensaio histórico sobre a origem e progressos das matemáticas em Portugal, Paris, Oficina de P. N. Rougeron, 1819 ([VII], 168, [1] p. ; 21 cm).

Poesia e literatura[editar]

  • Breve notícia da vida e obras de Francisco Dias Gomes, inserta como prefácio das Obras Poéticas de Francisco Dias Gomes, publicadas Academia Real das Ciências de Lisboa;
  • Poesias lyricas, um volume de 18 odes horacianas, 12 salmos traduzidos, 2 epístolas e um canto dum poema filosófico, as Aves, que fora principiado pelo poeta brasileiro Sousa Caldas, mas que Stockler refundiu e aumentou;
  • Anotações e aditamentos às obras do Padre António Pereira de Sousa Caldas, impressas em Londres.

Ensaio, polémica e política[editar]

  • Obras Completas, volume I, Lisboa, 1805;
  • Obras Completas, volume II, Lisboa, 1826;
  • Cartas ao autor da História Geral da Invasão dos Franceses em Portugal, Rio de Janeiro, 1813;
  • Discurso dirigido em nome da Academia Real das Sciencias a S.M. o Senhor D. João VI, por occasião da sua exaltação ao throno, Rio de Janeiro, 1813;
  • Memória à Academia Real das Ciências de Lisboa onde se demonstra a primazia dos descobrimentos portugueses no século XV;
  • Elementos de Direito Social, ou princípios de Direito natural, que devem servir de base à constituição das sociedades civis;
  • Análise da Memória publicada pelo Dr. José Martins da Cunha Pessoa, inserta no n.º 52 do Investigador Português em Inglaterra, publicada em nome do filho, e republicada em 1816 no Rio de Janeiro;
  • Memorial dirigido ao Il.mo Sr. Luiz Manuel de Moura Cabral, desembargador da Casa da Suplicação, ilustrado com algumas notas, Lisboa, 1822;
  • Cartas sobre os acontecimentos da ilha Terceira, por um Cidadão imparcial (1.ª, 2.ª e 3.ª, todas escritas em nome do filho, António Nicolau de Moura Stockler, que então contava 17 anos de idade);
  • Nota ao n.º 75 do Campeão Lisbonense por um Amigo do general;
  • Observações ou notas ilustrativas do folheto intitulado «Voz da Verdade provada por documentos»;
  • Carta sobre o n.º 2 do folheto intitulado a «Voz da Verdade», (escrita em nome do filho);
  • Análise crítica ao libelo famoso intitulado «Notícia resumida dos acontecimentos da ilha Terceira na instalação do seu governo constitucional» (escrita em nome do filho).

Outros[editar]

AUTORES
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ