Autor:Oswald de Andrade

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oswald de Andrade
José Oswald de Sousa de Andrade
Nacionalidade  brasileiro
Data de nascimento 11 de janeiro de 1890
Local de nascimento São Paulo
Data de falecimento 22 de outubro de 1954 (64 anos)
Local de falecimento São Paulo
Ocupação poeta, dramaturgo, escritor(a), jornalista, romancista, escritor de não ficção, pamphleteer
País de cidadania Brasil
Alma mater Universidade de São Paulo

<Autor:A
José Oswald de Sousa de Andrade foi um poeta, escritor, ensaísta e dramaturgo brasileiro.

Wikipedia-logo.png Biografia na Wikipédia
Wikiquote-logo.svg Citações no Wikiquote
Commons-logo.svg Imagens, digitalizações, vídeo e áudio no Wikimedia Commons

Obras[editar]

Crítica, teoria ou história[editar]

  • 1921 O Meu Poeta Futurista
  • 1924 Manifesto da Poesia Pau-Brasil
  • 1928 Manifesto Antropófago
  • 1931 Manifesto Ordem e Progresso
  • 1934 Ponta de Lança
  • 1944 Meu Testamento
  • 1945 A Sátira na Poesia Brasileira
  • 1947 Os dentes do dragão
  • 1945 A Arcádia e a Inconfidência
  • 1950 Um Aspecto Antropofágico da Cultura Brasileira
  • 1950 A Crise da Filosofia Messiânica
  • 1953 A Marcha das Utopias
  • 1954 Um Homem sem Profissão Memórias
  • 1971 Telefonema Crônicas ou artigos de jornal
  • 1987 literária;Memórias;Outros;Prosa poética
  • 1990 A utopia antropofágica
  • 1990 Dicionário de bolso
  • O perfeito cozinheiro das almas deste mundo

Romance[editar]

  • 1922-1934: Os Condenados
  • 1924 Memórias Sentimentais de João Miramar
  • 1927 A Estrela de Absinto
  • 1933 Serafim Ponte Grande
  • 1934 A Escada Vermelha
  • 1934 E Escada Vermelha
  • 1943: Marco Zero I - A Revolução Melancólica
  • 1945: Marco Zero II - Chão
  • A Trilogia do Exílio

Periódico[editar]

  • 1928 Revista de antropofagia
  • 1911 O Pirralho
  • 1931 O Homem do Povo

Poesia[editar]

Teatro[editar]

  • 1916 Mon coeur balance e Leur âme
  • 1916 Théâtre Brésilien
  • 1934 O Homem e o Cavalo
  • 1937 A Morta
  • 1937 O Rei da Vela
  • 1953 O Rei Floquinhos

Traduções[editar]

  • Anthropophagies, trad. em francês por Jacques Thiériot, Paris, Flammarion, "Barroco", 1982 [reúne as trad. de Memorias sentimentais de João Miramar, de Serafim Ponte Grande, dos dois manifestos e mais alguns textos "antropofagos"]
  • Pau Brasil, ed. semi-facsimilar, trad. em espanhol por Andrés Sanchez Robayna, Madrid, Fundacion Juan March/ Editorial de arte e ciência, 2009 [1a. ed. completa no exterior]
  • Bois Brésil: Poésie et Manifeste, ed. bilíngue, tradução em francês, prefacio e notas por Antoine Chareyre, Paris, Editions de la Différence, 2010, 398p. [1a. ed. critica; prefacio p. 11-59; notas ao prefacio francês, ao prefacio de Paulo Prado e aos textos do autor, p. 277-376; bibliografia bilingue, p. 377-396]
AUTORES
ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ