Contos Populares do Brazil/A Madrasta

Wikisource, a biblioteca livre
< Contos Populares do Brazil
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Contos Populares do Brazil
coletados por Sílvio Romero
A Madrasta

XVI


A Madrasta


(Sergipe)

Havia um homem viuvo que tinha duas filhas pequenas, e casou-se pela segunda vez. A mulher era muito má para as meninas; mandava-as como escravas fazer todo o serviço e dava-lhes muito.

Perto de casa havia uma figueira que estava dando figos, e a madrasta mandava as enteadas botar sentido aos figos por causa dos passarinhos.

Alli passavam as crianças dias inteiros, espantando-os e cantando:

Xô, xô, passarinho,
Ahi não toques teu biquinho,
Vae-te embora p'ra teu ninho…»

Quando acontecia apparecer qualquer figo picado, a madrasta castigava as meninas. Assim foram passando sempre maltratadas. Quando foi uma vez, o pai das meninas fez uma viagem, e a mulher mandou-as enterrar vivas. Quando o homem chegou a mulher lhe disse que as suas filhas tinham cahido doentes e lhe tinham dado grande trabalho, e tomado muitas mésinhas, mas sempre tinham morrido. O pai ficou muito desgostoso.

Aconteceu que nas covas das duas meninas, e dos cabellos d'ellas, nasceu um capinzal muito verde e bonito, e quando dava o vento o capinzal dizia:

Xô, xô, passarinho,
Ahi não toques teu biquinho,
Vae-te embora p'ra teu ninho…»

Andando o capinheiro da casa a cortar capim para os cavallos, deu com aquelle capinzal muito bonito, mas teve medo de o cortar, por ouvir aquellas palavras. Correndo foi contar ao senhor.

O senhor não o quiz acreditar, e mandou-o cortar aquelle mesmo capim, porque estava muito grande e verde. O negro foi cortar o capim, e quando metteu a fouce ouviu aquella voz sahir de baixo da terra e cantando:

«Capinheiro de meu pai,
Não me cortes os cabellos;
Minha mãi me penteava,
Minha madrasta me enterrou
Pelo figo da figueira
Que o passarinho picou.»

O negro, que ouviu isto, correu para casa assombrado, e foi contar ao senhor que o não quiz acreditar, até que o negro instou tanto que elle mesmo veiu, e mandando o negro metter a fouce, tambem ouviu a cantiga do fundo da terra. Então mandou cavar n'aquelle logar e encontrou as suas duas filhas ainda vivas por milagre de Nossa Senhora, que era madrinha d'ellas. Quando chegaram em casa acharam a mulher morta por castigo.