Coquette dos prados

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coquette dos prados
por Almeida Garrett
Poema publicado em Folhas Caídas


Coquette dos prados,
A rosa é uma flor
Que inspira e não sente
O encanto d'amor.

De púrpura a vestem
Os raios do Sol;
Suspiram por ela
Ais do rouxinol:

E as galas que traja
Não as agradece,
E o amor que acende
Não o reconhece.

Coquette dos prados
Rosa, linda flor,
Porquê, se o não sentes,
Inspiras amor?