De que morredes, filha, a do corpo velido?

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
De que morredes, filha, a do corpo velido?
por Dom Dinis


-De que morredes, filha, a do corpo velido?
-Madre, moiro d'amores que mi deu meu amigo.
                    Alva e vai liero.

-De que morredes, filha, a do corpo louçano?
-Madre, moiro d'amores que mi deu meu amado.
                    Alva e vai liero.

Madre, moiro d'amores que mi deu meu amigo,
quando vej'esta cinta, que por seu amor cingo.
                    Alva e vai liero.

Madre, moiro d'amores que mi deu meu amado,
quando vej'esta cinta, que por seu amor trago.
                    Alva e vai liero.

Quando vej'esta cinta, que por seu amor cingo,
e me nembra, fremosa, como falou comigo.
                    Alva e vai liero.

Quando vej'esta cinta, que por seu amor trago
e me nembra, fremosa, como falamos ambos.
                    Alva e vai liero.