Diccionario de botanica brasileira/Introducção

Wikisource, a biblioteca livre
< Diccionario de botanica brasileira

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Dando á luz o presente Diccionario de Botanica Brasileira, temos por fim vulgarisar quanto fôr possivel o conhecimento das plantas medicinaes indigenas e acclimadas no Brasil, despertar o amor pelas cousas patrias, e commemorar o nome de um dos pernambucanos que mais trabalharam n'esse sentido — o illustre finado Dr. Arruda Camara.

A vegetação no Brasil é das mais admiraveis. Nos campos, nas montanhas, nas mais elevadas serras, nos areiáes das proprias costas, nas ilhas, por entre rochedos alcantilados, por toda a parte emfim ostenta-se ella vigorosa e em quasi constante primavera.

A Flora Brasileira é talvez a mais rica do mundo pela abundancia e variedade de espécies muito importantes, das quaes mais de doze mil já são conhecidas.

Para a construcção naval e civil acham-se nas mattas do Brasil as melhores madeiras; para a marceneria as mais finas e bellas que conhece a industria.

Para a construcção naval temos: Peróba, Genipapo, Oiticica, Cicopira-assú, Páo d′arco, Maçaranduba, Cedro, Louro de cheiro, Páo-ferro, Jaqueira, etc., etc.

Para a construcção civil; Guararóba, Gerimum, Genipapinho, Oiticica, Páo-carga, Páo-pombo, etc.

Para a marceneria: Vinhatico, Páo-setim, Jacarandá, Gonçalo Alves, Condurú, etc.

Para a tinturaria: Páo-Brasil, Tatajuba, Campéche, Páo terras grandes, Páo terras pequenos, Anil, Urucú, etc.

Quanto aos fios o fibras, que substituam o linho, devemos ao distincto Dr. Arruda Camara uma memoria, em que mostrou que, com as folhas dos Ananazeiros manso o bravo, Coroatâ, Aninga, Carrapicho, com as Palmeiras o com a estôpa extrahida da Embira, assim como com outras plantas, se podia perfeitemente substituir o linho.

Além d’isto nascem espontaneamente nas nossas mattas, e em grande abundância, arvores que distillam precioso leite, por meio de incisões feitas nos troncos ou hastes; por exemplo: as seringueiras, de que se tira a borracha, as mangabeiras, a maçarandubeira, de que se extrahe a gutta-percha: arvore prodigiosa, que viria a ser uma das principaes riquezas d'este Império, se o governo a mandasse desde já cultivar em nossos vastos terrenos.

A Carnaúba é a arvore maravilhosa! A arvore para tudo! Póde o homem sómente com ella fazer a sua habitação, mobilial-a, illuminal-a; extrahir della assucar, álcool e sal: com ella ainda alimentar seu gado e creações miúdas. Nenhuma outra producção vegetal foi dotada pela natureza de tantas e tão apreciáveis qualidades! A Carnaúba tem já hoje mais de quarenta usos e applicações differentes, e póde dizer-se que ainda não se acha explorada e applicada a tudo o que é possível prestar-se. As Myristicas que produzem sebo vegetal; o cacáo, a baunilha e outros muitos vegetaes, cujos productos são de reconhecida e vasta utilidade para os usos da vida, formam objecto de extenso e importante commercio.

O Brasil possue uma iminensa e variada riqueza de plantas medicinaes nas paragens mais remotas dos seus sertões. Não se empregam geralmente contra os effeitos das dentadas dos reptis senão vegetaes indígenas.

D’entre os mais estimados e de que o povo faz uso frequente, em numerosas applieações, apontaremos os seguintes: Batata, (gomma e resina), Caferana, Caróba, Fedegoso, Guaraná, Ipecacuanha branca e preta, Jurubeba, Mata-pasto, Mulungú, Paracary, Salsaparrilha, Vellame e diversas qualidades de Quina. Os mais preciosos bálsamos, uma grande variedade de plantas resinosas, oleosas e leitosas, como o Angico, Andiróba, Copahiba, etc.

Ha também nas mattas virgens, nas capoeiras, nos campos e nas costas abundância de arvores e plantas, que dão variados e saborosos fructos.

Mas para que tamanhos e tão numerosos thesouros sejam convenientemente conhecidos e aproveitados, senão arrancados a uma próxima e inevitável destruição, convém quanto antes que se providencie a respeito do aniquilamento das mattas, onde se consomem tantos vegetaes destinados sem duvida a uma proficua applicação na industria futura do paiz, assim como não é menos urgente attender desde jà á creação de escolas agricolas, nas principaes provincias, devendo n'essas escolas ensinar-se a agricultura theorica e pratica, afim de que os agricultores percam a pessima rotina, a que estão acostumados, e que se habilitem a tirar maiores vantagens d'esta tão rica e prodigiosa vegetação.

É necessario todo o cuidado na conservação das mattas do Páo Brasil, e estender a sua plantação a uma grande escala.

É mister repetirem-se constantemente os plantios; escolherem-se sementes de algodão, de canna, chá, café e quina, e de muitas outras arvores, como se praticava nos tempos em que éramos colonos, e de que ainda hoje tão bons resultados colhemos. Facilmente se faria hoje este serviço por meio dos navios de guerra, que nas suas viagens de instrucção podiam trazer excellentes mudas de sementes: pois o nosso solo abraça qualquer planta exotica.

Na compilação d'esta obra tivemos de consultar as dos Srs. Martius, St. Hilaire, Dr. Moreira, Chernoviz, Dr. Ladisláo Netto e outros.

Terminando esta breve e incorrecta introducção, declaramos, para evitar duvidas, que todo o nosso trabalho consiste simplesmente na ampliação e, em muitos pontos, correcção da obra inedita, deixada pelo finado e illustre Dr. Arruda Camara, na qual trabalhamos ha bastantes annos.

A obra do Dr. Arruda Camara precisava de uma melhor redacção, os seus artigos eram incompletos, deficientes, obscuros e sem ordem. D'ahi sahio o presente Diccionario; e julgue-se por elle da difficuldade e esforços da nossa empreza.

Não vai esta obra illustrada com maior numero de desenhos, representando mais algumas arvores e arbustos, em razão das dificuldades que encontramos para photographal-os, sendo devidos os originaes das poucas estampas, que illustram o Diccionario de Botanica Brasileira, ao talento e actividade do nosso distincto photographo o Illm. Sr. João Ferreira Villela, bem como ao Illm. Sr. Joaquim Francisco Bastos, que graciosamenta se prestou a dar-nos um grande numero de copias, habilmente desenhadas a lapis.

A ambos damos publico testemunho de nossa gratidão.