Dicionário de Cultura Básica/Cortázar

Wikisource, a biblioteca livre
< Dicionário de Cultura Básica
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dicionário de Cultura Básica por Salvatore D’ Onofrio
Cortázar


CORTÁZAR (ficcionista argentino: "realismo fantástico")

Na Literatura, não há bons ou maus temas:
somente há um bom ou um mau tratamento do tema.

Julio Cortázar (1914–1984), patrício de Borges, mas seu adversário político, por simpatizar com a ideologia marxista, no Jogo da amarelinha e em outros romances e contos, está preocupado em criar uma nova técnica de construção romanesca. A narrativa é concebida como um "jogo" ou um "labirinto" em que narrador, personagens e leitor se sentem perdidos, devido às diferentes possibilidades de montagem e de leitura da obra, até encontrarem o centro, o ponto nevrálgico capaz de desvendar o mistério da realidade existencial. Sua narrativa pode ser enquadrada na corrente estética do realismo crítico e fantástico, ao mesmo tempo, muito cultivada por autores americanos de língua espanhola. Em décadas passadas, as nações latinas, governadas por ditadores, provocaram o surgimento de um tipo de arte que, para contestar os regimes políticos opressores da liberdade, era obrigada a usar disfarces, recorrendo ao modo simbólico.