Dicionário de Cultura Básica/Hipnos

Wikisource, a biblioteca livre
< Dicionário de Cultura Básica
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dicionário de Cultura Básica por Salvatore D’ Onofrio
Hipnos


HIPNOS (Morfeu, Sono, Sonho, Hipnose) → Tânatos.

Conforme a mitologia grega, Hipnos, correspondente ao deus latino Sonum (sono), era Filho da Noite, irmão gêmeo da Morte (→ Tânatos) e pai de Morfeu. O nome morfeu em grego significa "forma", indicando a função dessa divindade: de noite, o espírito tomava forma humana alada, com uma papoula na mão, cujo cheiro fazia os homens adormecerem, e aparecia em seus sonhos. Do mito para a ciência, a hipnose é um estado artificial de dormência provocado por sugestão. O neurologista francês Jean Martin Charcot (1825–1893), distinguindo as convulsões histéricas das que ocorrem nos ataques epilépticos, tentou tratar a histeria com a hipnose. Seu discípulo Sigmund Freud, num primeiro momento, também se serviu da hipnose e da interpretação dos sonhos para conseguir o efeito terapêutico da catarse. Mas, com o desenvolvimento da psicanálise, o tratamento de distúrbios pela hipnose desapareceu quase completamente do campo psicoterapêutico, substituído pelo processo da livre associação.