Em três partes enterrado

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ao mesmo marquez sendo enterrado em trez partes. O corpo em Catanhéde; o coração em S. Vicente de Fora; e os intestinos em Sam José de Riba Mar.
por Gregório de Matos
Poema agrupado posteriormente e publicado em Crônica do Viver Baiano SeiscentistaOs Homens BonsPessoas Beneméritas

Em três partes enterrado
está o corpo do Marquês
de Marialva: porque em dez
mil seu nome é venerado:
e foi destino acertado,
que em tanta parte estivesse,
para que o mundo soubesse,
que este valeroso Marte
morto assiste em qualquer parte,
como se ainda vivesse.