Esqueça-se o materno sentimento

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ao mesmo assumpto pezames.
por Gregório de Matos
Poema agrupado posteriormente e publicado em Crônica do Viver Baiano SeiscentistaOs Homens BonsJuízes de Igaraçu

Esqueça-se o materno sentimento,
Desterre-se a patema saudade,
Que morrer com tal juízo, e cristandade,
Deve servir de mor contentamento.

Demasiar-se a mágoa, e o tormento
Ofender é a divina piedade,
Quando evita com a morte a maldade,
Destróe um tão bom procedimento.

Por dois dias, que mais viver podia
Querê-lo exposto ter a tanto dano,
Não pode ser amor, sim tirania.

Pois neste vosso próprio amor humano
O alívio pertendeis da companhia,
Sendo só vosso bem o seu engano.