Eu hei de m'ir ao presépio

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Eu hei de m'ir ao presépio
E assentar-me num cantinho,
A ver como o Deus Menino
Nasceu lá tão pobrezinho.

– Ó meu Menino Jesus;
Que tendes? Por que chorais?
– Deu-me a minha mãe um beijo,
Choro por que me dê mais.

O Menino chora, chora,
Chora com muita razão;
Fizeram-Lhe a cama curta
Tem os pezinhos no chão.

Ó meu Menino Jesus,
Quem Vos pudera valer
Com sopinhas da panela
Sem a Vossa mãe saber.

Nossa Senhora faz meia
Com linha feita de luz;
O novelo é lua cheia,
As meias são p'ra Jesus.

O Menino chora, chora
Porque Ele anda descalcinho,
Haja quem Lhe dê as meias
Que eu Lhe hei de dar sapatinhos.