Fito-me frente a frente I

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fito-me frente a frente
por Fernando Pessoa


Fito-me frente a frente,
Conheço que estou louco.
Não me sinto doente.
Fito-me frente a frente.

Evoco a minha vida.
Fantasma, quem és tu ?
Uma coisa erguida.
Uma força traída.

Neste momento claro, Abdique a alma bem !
Saber não ser é raro.
Quero ser raro e claro.