Foi um dia de inuteis agonias

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Foi um dia de inuteis agonias
por Camilo Pessanha
Poema publicado em Clepsydra

Foi um dia de inuteis agonias.
Dia de sol, inundado de sol!...
Fulgiam nuas as espadas frias...
Dia de sol, inundado de sol!...

Foi um dia de falsas alegrias.
Dáhlia a esfolhar-se,—o seu molle sorriso...
Voltavam os ranchos das romarias.
Dáhlia a esfolhar-se,—o seu molle sorriso...

Dia impressivel mais que os outros dias.
Tão lúcído... Tão pallido... Tão lúcido!...
Diffuso de theoremas, de theorias...

O dia futil mais que os outros dias!
Minuete de discretas ironias...
Tão lúcido... Tão pallido... Tão lúcído!...