Forget not yet

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Forget not yet
por Thomas Wyatt, traduzido por Alberto Pimentel
Poesia apresentada no decorrer do segundo capítulo de Historias de Reis e Principes. Composta por volta de 1535, "quando Anna Boleyn subiu de marqueza de Pembroke a rainha de Inglaterra" [sobre 1]


Não te esqueça a constancia que meu peito
 No amor provado tem.
Trabalhos que soffri alegremente
 Não esqueças tambem.

Não te esqueça do meu antigo affecto
 Seu antigo soffrer.
Quanto implorei captivo e atormentado
 Não deves esquecer.

Provas por que passei, desdens, supplicios
 Na memoria retem.
Delongas que soffri pacientemente
 Não esqueças tambem.

Não esqueças o tempo que vai longe
 No seu longo correr.
Que jámais julgou mal meu pensamento,
 Não deves esquecer.

Não te esqueças do eleito teu d'outr'ora,
 Do amor que teve e tem.
Do seu peito a constancia inquebrantavel
 Não esqueças tambem.

Referências[editar]

  1. p. 43-44.