Gostara, realmente

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gostara, realmente
por Fernando Pessoa


Gostara, realmente,
De sentir com uma alma só,
Não ser eu só gente
De muitos, mete-me dó.

Não ter lar, vá. Não ter calma
Está bem, nem ter pertencer.
Mas eu, de ter tanta alma,
Nem minha alma chego a ter.