Hino do estado do Rio Grande do Sul

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão do Rio Grande do Sul.svg Hino do estado do Rio Grande do Sul Bandeira do Rio Grande do Sul.svg
Letra por Francisco Pinto da Fontoura
Melodia por Joaquim José de Mendanha
Hino oficializado pela lei estadual nº 5.213, de 5 de Janeiro de 1966. A segunda estrofe deste hino, além da segunda repetição do estribilho, fazem parte da obra original, porém foram suprimidas da versão oficial pela lei que assim o estabeleceu.


<poem> Como a aurora precursora do farol da divindade, foi o Vinte de Setembro o precursor da liberdade.

Estribilho: Mostremos valor, constância Nesta ímpia e injusta guerra Sirvam nossas façanhas De modelo a toda terra De modelo a toda terra Sirvam nossas façanhas De modelo a toda terra

Mas não basta pra ser livre Ser forte, aguerrido e bravo Povo que não tem virtude Acaba por ser escravo

(Estribilho)

Estrofe suprimida em 1966 Que entre nós, reviva Atenas Para assombro dos tiranos Sejamos gregos na glória E na virtude romanos