Horto (1910)/Recuerdo

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Recuerdo
por Auta de Sousa


A Chiquinha Pinheiro

Findava o mês de Maio envolto e preces,
O doce mês da orações formosas...
Iam com ele as encantadas messes
Dos perfumes, dos sonhos e das rosas.

Era muito à tardinha; as aves mansas
Voavam todas, em formosos pares,
Como se fossem garrulas crianças
Que andassem, rindo, a percorrer os ares!

E eu murmurei ao ver assim voando
Aquelas aves para os brandos ninhos:
"Ah! Quem me dera só andar cantando,
Sempre crianças, como os passarinhos!"