Incripção

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Incripção
por Camilo Pessanha
Poema publicado em Clepsydra

Eu vi a luz em um paiz perdido.
A minha alma é languida e inerme.
Oh! Quem podesse deslisar sem ruido!
No chão sumir-se, como faz um verme...