La Ravachole

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Partition de La Ravachole.png
Na grande cidade de Paris,

Têm burgueses bem nutridos,
Existem os miseráveis,
De estômago vazio:
Os velhos são sovinas,
Viva o som, viva o som,
Os velhos são sovinas,
Viva o som
Da explosão!


Dancemos a Ravachole
Viva o som, Viva o som,
Dancemos a Ravachole
Viva o som
Da explosão!


Ah ça ira ça ira ça ira
Todos os burgueses vão experimentar a bomba
Ah ça ira ça ira ça ira
Explodiremos toda a burguesia
Vamos explodí-los!


Têm magistrados bem vendidos,
Têm magistrados bem vendidos,
Têm banqueiros bem inchados,
Têm banqueiros bem inchados,
E há os policiais,
Mas para todos esses patifes,
Existe a dinamite,
Viva o som, Viva o som,
Existe a dinamite,
Viva o som
Da explosão!


Dancemos a Ravachole
Viva o som, Viva o som,
Dancemos a Ravachole
Viva o som
Da explosão!


Têm os senadores senis,
Têm os deputados podres,
E há os generais,
Assassinos e executores,
Carniceiros de uniforme,
Viva o som, Viva o som,
Carniceiros de uniforme,
Viva o som
Da explosão!


Dancemos a Ravachole
Viva o som, Viva o som,
Dancemos a Ravachole
Viva o som
Da explosão!


Ah, maldição, chegou o dia de acabar,
Ah, maldição, chegou o dia de acabar,
Já cansamos de sofrer,
Já cansamos de sofrer,
Não a meias guerras,
Não a buracos de covardia,
Morte a burguesia!
Viva o som, Viva o som,
Morte a burguesia!
Viva o som
Da explosão!

Predefinição:CC-BY-SA