Meu Joanico, uma Dama

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ao capitão João Franco por alcunha o Bicancro pela sua bicuda fiziognomia, o qual calloteou huma pobre mulher com uma caixa de açucar.
por Gregório de Matos
Poema agrupado posteriormente e publicado em Crônica do Viver Baiano SeiscentistaOs Homens BonsEspada e Espadilha

1Meu Joanico, uma Dama
mui galharda, e mui luzida
está mui arrependida
do cu lhe pores na cama;
porque diz, que a boa fama,
que a gente de vós lhe dava,
a movia, e enganava:
mas eu nunca louvarei
Capitão, que diz, cuidei
nem Dama, que diz, cuidava.
  
2Diz, que João Tacanho andastes
naquela caixa de branco,
e que, se fôreis João Franco,
lha déreis, pois lha ofertastes:
que vilmente a enganastes,
porque de graça a comestes,
e se vos lha prometestes,
acho eu cá no meu direito,
que arto caixa lhe haveis feito
na caixa, que lhe fizestes.
  
3Item na negra boçal,
que tendes de porta adentro,
diz, que estais no vosso centro,
porque sois branco asnaval:
pesa-me, que o vosso mal
vos venha por essa banda,
porque diz, que vos tresanda,
(quando lá pondes o cu)
o sovaco a putiú,
e que a catinga a palanda.
  
4Que primor vos não faltara
em qualquer ocasião,
se fôreis largo de mão,
como sois largo da cara:
bom fora, que se trocara,
(por não lhe dares desgosto)
co'a mão o largo do rosto;
mas ter de cegonha o bico,
e a garra de Maçarico,
é ser Bicancro por gosto.
  
5Se porque não vitupere
poupardes o cabedal
dizeis, que todo o animal
o faz no campo a gaudere:
nem por isso é bem, que espere
a Moça, o xesmeninez,
que dais de talho, e revés,
que os privilégios poupantes
são só dos quadrupedantes,
vós sois besta de dous pés.
  
6Tudo a Moça suportou,
tudo sofreu a tal Moça,
porque a caixa tudo adoça,
e a ela tudo amargou:
nesciamente se enganou
sem desculpa, e sem razão,
pois na força da sezão,
devia ver, que a encaixa
quem lhe promete uma caixa,
para correr-lhe o caixão.
  
7A los Moros por dinero
a los christianos debalde
ha mandado nuestro Alcaide
discretamente severo:
em vós eu o considero
doutro modo, e doutra traça,
e porque lei se vos faça,
manda El-Rei por este Oiteiro,
que aos toleirões por dinheiro,
aos entendidos de graça.
  
8Fica a terra aproveitada,
se a Moça acaso emprenhar,
e de Bicancros botar
uma rencova, ou ninhada:
ver-se-á a Ilha assolada,
e a Deus fazendo mil votos
virão os Capuchos rotos,
descalços em procissão
e Bicancros benzerão,
como benzem gafanhotos.