Meu amor! adoro-te!/Historias de Hoje

Wikisource, a biblioteca livre
< Meu amor! adoro-te!

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Meu amor! adoro-te! (page 83 crop).jpg
O Rouge (Belmonte).jpg
" ROUGE "
... que faz a "bouche-en-coeur". Maneira facil da mulher fallar com o coração nos labios"...
Reflexão (Belmonte).jpg
REFLEXÃO

— O melhor companheiro para uma "cigarra", deve ser mesmo um cigarro...

Meu Amor (Belmonte).jpg
— MEU AMOR !
Quinze minutos antes, ella, num assomo de ira, chamara o amante de ... cão !
Depois do Footing (Belmonte).jpg
DEPOIS DO FOOTING...
... o chá. E, ao mesmo tempo, devassa completa na vida d'elles...
Num Canto da Sala (Belmonte).jpg
NUM CANTO DA SALA

— Ora, Zéquinha! Você é muito creança para casar-se commigo !

— Mas eu não quero casar! Eu quero é ficar noivo...

Meu amor! adoro-te! (page 95 crop).jpg

— Ou tu me amas ou eu me suicidio !

(Um velho processo de conquista. Infallivel noutros seculos. Hoje não dá mais resultado. O abuso... do uso estragou o systema).

Meu amor! adoro-te! (page 97 crop).jpg

— Allô ! Bôa tarde, Luiz !

— ...

— Hein ?.. Ah! é você, Gustavo! Pela voz, parece o Roberto, apezar de eu estar esperando telephonada do Alfredo ou do Chiquinho...

Meu amor! adoro-te! (page 99 crop).jpg

— Oh! pequena! Vamos dar uma chispada, heim ?

E é assim que começam as conquistas... dynamicas, no seculo do futurismo. O auto tem um prestigio ir... radiador, para eases amores "volantes". O amor não nasce tambem de uma "explosão" ? E não é tambem uma "combustão interna" ?

Meu amor! adoro-te! (page 101 crop).jpg

Elle — Meu amor! Por ti daria a minha vida !

Um minuto depois.

Ella — Porque não vieste hontem ?

Elle — Oh! Não viste como chovia ?...

Meu amor! adoro-te! (page 103 crop).jpg

— Olá, Tetéia ! Onde vae ?

— Onde você quizer...

No "Dancing" (Belmonte).jpg
NO "DANCING"

— Quer casar commigo ?

— Mas eu estou te vendo pela primeira vez !

— E que é que tem? Na noite do casorio você me verá pela ultima vez...

Meu amor! adoro-te! (page 107 crop).jpg

— Alli vae a Luiza com o marido.

— E quem é aquelle sujeito baixinho que vae ao lado delles ?

— Oh! aquelle é que é o marido.

Meu amor! adoro-te! (page 109 crop).jpg


 

Esta obra está em domínio público em países onde os direitos autorais expiram 70 anos após o falecimento do autor.


Nuvola apps important.svg
Caso seja uma obra publicada pela primeira vez entre 1923 e 1977, certamente não estará em domínio público nos Estados Unidos da América
 

Todas as obras publicadas antes de 1º de Janeiro de 1927, independentemente do país de origem, se encontram em domínio público.


A informação acima será válida apenas para usos nos Estados Unidos — o que inclui a disponibilização no Wikisource. (detalhes)

Utilize esta marcação apenas se não for possível apresentar outro raciocínio para a manutenção da obra. (mais...)