Mishná/Seder Zeraim/Tratado Berakhot/III/1

Wikisource, a biblioteca livre
< Mishná‎ | Seder Zeraim‎ | Tratado Berakhot
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mishná por Vários
Tratado Berakhot


Introdução[editar]

O tema principal deste capítulo é analisar a atitude a ser tomada quando eventos como morte, impureza e outros, restringem uma pessoa de cumprir suas obrigações de acordo com a lei judaica.

Texto em hebraico[editar]


מי שמתו מוטל לפניו –
פטור מקריאת שמע, מן התפילה, ומן התפילין.
נושאי המטה, וחלופיהן, וחלופי חלופיהן,
את שלפני המטה ואת שלאחר המטה:
את שלמטה צורך בהן – פטורין,
ואת שאין למטה צורך בהן – חייבין.
אלו ואלו – פטורים מן התפלה.

Texto em português[editar]

Aquele cujo [familiar] falecido encontra-se diante de si [1],
Está isento de recitar o Shemá, de dizer a tefilá [2] e de usar tefilim
Aqueles que levam o féretro, seus substitutos e os substitutos dos substitutos [3],
Independente se estão à frente ou atrás, estão isentos.
Aqueles que não são necessários para carregar [o falecido], estão obrigados a recitar o Shemá.
Tanto estes como aqueles estão isentos de dizer a tefilá.

Comentários[editar]

  1. Ou seja, aquele que está em estado de luto. Este não comerá na mesma habitação do falecido, além de estar isento de recitar as bençãos e do Zimun (quórum necessário para a recitação de Birkat Hamazón)
  2. O texto hebraico utiliza a palavra tefilá (que significa oração), o que subentende-se uma referência à Amidá. Note-se que, isentando-se da recitação do Shemá e de usar Tefilim, a pessoa em estado de luto estaria isenta de qualquer forma da Amidá.
  3. Na época em que a Mishná foi compilada era uma tradição de que o morto fosse carregado por várias pessoas, mudando os carregadores alternadamente.