Moir', e faço dereito

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Moir', e faço dereito
por Judeu de Elvas Vidal


Moir', e faço dereito,
por ũa Dona d'Elvas
que me trage tolheito,
como a quen dan as hervas.
Des que lh'eu vi o peito
branco, dix'aas sas servas:
     «A mia coita non ha par,
     ca sei que me quer matar,
     e quero eu morrer por ela,
     ca me non poss'én guardar.»

Amor hei. . . . . . . .