Nunalvares Pereira

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nunalvares Pereira
por Fernando Pessoa
Poema publicado em Mensagem (1934).

Que aureola te cerca?
É a espada que, volteando,
Faz que o ar alto perca
Seu azul negro e brando.

Mas que espada é que, erguida,
Faz esse halo no céu?
E' Excalibur, a ungida,
Que o Rei Arthur te deu.

Sperança consummada,
S. Portugal em ser,
Ergue a luz da tua espada
Para a estrada se ver!