O Bandarra

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Bandarra
por Fernando Pessoa
Poema publicado em Mensagem (1934).

Sonhava, anonymo e disperso,
O Imperio por Deus mesmo visto,
Confuso como o Universo
E plebeu como Jesus Christo

Não foi nem santo nem heroe,
Mas Deus sagrou com Seu signal
Este, cujo coração foi
Não portuguez mas Portugal.