O Grande Patriota

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Mais um ciclo de fecunda venceu ontem o progressista e democrático governo estadista que há três anos, ver felicitando a Bahia, mal grado a grita desesperada dos habituais maldizentes.

Muito tem custado ao dr. J. J. Seabra, o desempenho de seus patrióticos desejos, devido aos entraves imprevistos no desbravar do caminho que S. Excia. impôs-se a percorrer até a realização dos seus grandiosos planos de elevação desta terra, quer materialmente falando onde seus esforços têm sido hercúleos antes a deficiência de meios e que moral e intelectualmente, para o qual muito tem contribuído os bons exemplos de honestidade, tolerância e justiça peculiares ao espírito culto de S. Excia.

A impertubabilidade com que o dr. J. J. Seabra, tem sabido encarar os mais intrincados e imprevistos casos que se tem tão satisfatoriamente desfeito às mas conseqüências anunciadas, prova à evidência, o seu tino administrativo e a verdadeira compreensão da rota que se traçou.

No decorrer de sua administração não se nota um ato sequer que demonstre o menor vislumbre de desfalecimento em sua forte organização de lutador emérito e decido pelas causas justas e honestas.

Por qualquer face que se encare a trabalhosa administração Seabra, há de forçosamente encontrar-se os vestígios de uma nova ordem de coisas completamente destoante daqueles antigos moldes à que se apegavam como ostras, ao rochedo os seus antecessores cujos moldes consistia unicamente no primovivere deinde pfilosophare pouco se lhes dando cor os clamores da coletividade o rebaixamento de sues créditos.

Se o dr. Seabra não tem feito tudo quanto calculava fazer em benefício desta terra todo mundo sabem quais as causas que concorreram para isso, causas completamente alheias a toda e qualquer previsão – guerra européia rebentou como um terremoto fazendo ruir num instante todos os cálculos possíveis em matéria de finanças; não houve em todo mundo quem não sentisse mais ou menos os seus efeitos desastrosos, sendo a Bahia nesta emergência infelizmente atingida, por lhe ter faltado os recursos com que contava para o desenvolvimento de seu progresso e quiçá da remodelação de sua capital donde por certo, lhe resultaria grande soma de bem estar e conseqüente aumento de suas rendas para ocorrer pontualmente todos os seus compromissos.

Mas, ainda assim, lutando com todas as dificuldades financeiras, S. Excia., quando deixar o governo da Bahia, assinalará a sua passagem por um sem número de benefícios que não acharão símile entre tudo quanto fizeram seus antecessores, em 20 anos passados.

No entanto, não é demais notar; todos eles encontraram o tesouro folgado em relação às necessidades daqueles tempos ao passo que o atual governo lutando com a deficiência das rendas tem pago muitas dívidas atrasadas, realizado muitos melhoramentos sem deixar de acudir em tempo aos compromissos da dívida externa!

Poderão dizer: o dr. Seabra não fez tudo quanto pretendia fazer mas não poderão negar que fez muitíssimo mais ao que esses parlapatões que lhe antecederam e que hoje fazem quorum come esta oposição sistemática que não escolhe meios para guerrear a situação atual.

Não escapará a história quando se ocupar do governo do dr. J. J. Seabra na Bahia de salientar também os valiosos serviços que lhe tem prestado seus leais e distintos auxiliares principalmente o dr. Arlindo Fragoso, cuja competência em todos os misteres da pública administração é juntamente reconhecida por gregos e troianos.

A Bahia, que se desvanece de ser pátria do dr. J. J. Seabra a quem vota acendrado amor e deve os maiores benefícios não pode deixar de exultar por tão assinalados triunfos e fazer votos para que sua honesta e patriótica administração chegue ao término realizando todos os seus ideais de grandeza de prosperidades para este pedaço da Federação brasileira que se orgulha em tê-lo por filho.