O engenhoso fidalgo dom Quixote de la Mancha

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O engenhoso fidalgo dom Quixote de la Mancha
por Miguel de Cervantes Saavedra
Edição Typografia Rollandiana (1794)


O engenhoso fidalgo dom Quixote de la Mancha, frontispício.png


Capitulo I. 
Em que se dá conta da condiçaõ, e exercicio do famoso Fidalgo D. Quixote de la Mancha. 
 1
II. 
Em que se trata da primeira sahida, que o engenhoso D. Quixote fez da sua terra. 
 11
III. 
Em que se conta a graciosa maneira, com que D. Quixote se armou Cavalleiro. 
 23
IV. 
Do que aconteceo ao nosso Cavalleiro ao sahir da estalajem. 
 36
V. 
Prosegue-se a narraçaõ da desgraça do nosso Cavalleiro. 
 49
VI. 
Da revista, que o Cura, e Barbeiro passáraõ á Livraria do nosso engenhoso Fidalgo. 
 57
VII. 
Segunda sahida do nosso Cavalleiro D. Quixote de la Mancha. 
 70
VIII. 
Do bom successo que o valeroso D. Quixote teve na espantosa aventura, nunca vista, nem ouvida, dos moinhos de vento, com outros acontecimentos todos dignos de feliz memoria. 
 80
IX. 
Em que se dá fim á pasmosa batalha, que tiveraõ o galhardo Biscainho, e o Valeroso Heróe da Mancha. 
 95
Cap. X. 
Da conversa, que D. Quixote teve com o seu Escudeiro Sancho Pança. 
 105
XI. 
Do que succedeo a D. Quixote com huns Cabreiros. 
 115
XII. 
Do que contou hum cabreiro aos que estavaõ com D. Quixote. 
 127
XIII. 
Em que se dá fim ao conto da Pastora Marcella com outros acontecimentos. 
 138
XIV. 
Que contém os Versos desesperados do defunto pastor, com outros successos naõ esperados. 
 156
XV. 
Em que se conta a desgraçada aventura, que teve D. Quixote com huns desalmados Yanguezes. 
 171
XVI. 
Do que aconteceo a D. Quixote na estalajem, que elle tinha por Castello. 
 185
XVII. 
Em que se prosegue a narraçaõ dos innumeraveis trabalhos, que o valente D. Quixote, e seu Escudeiro Sancho Pança passáraõ na estalajem, que para seu mal cuidou que era Castello. 
 199
XVIII. 
Em que se contaõ as razões, que teve Sancho Pança com seu Amo D. Quixote, e outras aventuras dignas de serem contadas. 
 215
Cap. XIX. 
Das discretas razões de Sancho com seu Amo, e da aventura, que lhe aconteceo com hum corpo morto, e com outros famosos acontecimentos. 
 235
XX. 
Da nunca vista, nem ouvida aventura, que Cavalleiro algum famoso teve no mundo, com menos perigo, que o valeroso D. Quixote de la Mancha. 
 249
XXI. 
Em que se dá conta de huma grande aventura, em que D. Quixote ganhou o elmo de Mambrino, e d’outras cousas, que acontecêraõ a este invencivel Cavalleiro. 
 274
XXII. 
Da liberdade, que D. Quixote deo muitos desgraçados, que, bem que a seu pezar, hiaõ para onde naõ queriaõ ir. 
 296