Página:A Guerra de Canudos.djvu/28

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
22
A Guerra de Canudos

trando em minudencias que outro qualquer desdenharia orgulhosamente. Na arma de infantaria, era considerado Mestre, d'ella possuindo completo conhecimento, a par de apurada pratica.

O physico de mesquinha apparencia, exotico e rachitico, enganava a quem o não conhecesse ; extremamente nervoso, possuia uma força herculea, junto a rara agilidade. Mas, d'elle contavam que não tinha nervos, pois que esses nunca lhe vibraram sob emoção alguma e seu coração jamais pulsara mais apressado. O instincto de conservação, innato a todo sêr, elle não conhecia. Finalmente, n'elle o Sentimento era pouco mais do que uma ficção.

Uma qualidade, entretanto, elle nunca conseguiu occultar ; e era um espirito de altivez e de amor-proprio, attingindo o mais desmarcado orgulho. Tinha consciencia do seu valor e sem temer a ninguem, era por muitos temido e odiado. Jámais elle, alvo de tantas iras, objecto de odios tão concentrados, se desviou do seu caminho, e uma vez traçado um plano, executava-o friamente, sem nunca volver arrependido.

Era assim o commandante da terceira expedição a Canudos. Para ahi partiu elle, impellido por cégo fatalismo.