Página:A Patria Brazileira.djvu/144

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 128 -


Até porque, meu D. Jayme, A guerra amortalha as dores De inexequíveis amores; E ou morre o homem na lida, Feliz, coberto de gloria; Ou surge o homem com vida Mostrando em cada ferida, O hymno de uma Victoria!

E Camerino expira.» (*)

Entre muitos outros, succiímhiram também em Curupaity, luctando heroicamente, os irmãos Hvppolito e Aífonso da Fonseca, este Alferes porta-bandeira do 34 aquelle Major commandante do 3G° de Voluntários da Pátria.

lI\j)|)olilo du l′uiibeja.

AíTuiiso da Fuiíseca.

Hvppolito, transpondo uma trincheira inimiga, cáe mortalmente ferido; Aífonso é attingido por uma granada que lhe arrebenta aos pés, despedaçando-lhe o braço direito e as duas pernas, crivando-o ainda de feridas.

í*) Coronel José Bei-narJino Boi-mnnii — Historia di Guerra do Paraqnaif —. Vimos ainda esse aconiecimento seguramente altestado por.1. Arthur Montenegro — Fragmentos históricos — Almanak Popular Brazilciro — 1901.