Página:A Patria Brazileira.djvu/208

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 192 —


guem, entregoii-llie um pedaço de encerado velho, onde se achava traçada uma planta da ilha da Trindade; revelandoIhe, anciadamente, que no ponto nella indicado, isto é, debaixo da montanha — Pão de Assucar —, existiam grandes thesouros, alli accumulados em 1821.

Provinham estes em grande parte dos saques nas egrejas do Peru, especialmente na Gathedral de Lima, por hespanhoes fugitivos ao tempo da guerra da independência naquelle paiz, e apprehendidos no mar por piratas, que os esconderam na citada ilha, constando os mesmos de muita prata, muito ouro e ornamentos de culto, entre os quaes se lembrava de alguns candelabros de ouro massiço.

Dos piratas, era o único sobrevivente, porque os demais foram pouco depois capturados e enforcados na ilha de Cuba, razão por que se considerava a única pessoa sabedora do segredo.

Antes de expirar deu ainda ao Capitão outras indicações sobre o ponto em que foram enterrados os thesouros, estabelecendo um verdadeiro roteiro; e exliortou-o a que fosse buscal-os.

Na volta, o Capitão, doente e não contando com uma tripolação numerosa e dedicada, passou pela Trindade sem tentar desembarcar; mas chegando á Inglaterra contou ligeiramente a historia, guardando, porém, segredo quanto ao esconderijo dos thesouros.

Ao mesmo tempo, averiguações feitas nos archivos de Cuba e em Lima, combinadas com diversos factos da guerra da independência peruana e com singulares circumstancias e notáveis coincidências de datas, corroloraram fortemente a narração do pirata.

Apezar disto, só em 1880 o Capitão conseguiu que o bergantim «John», de viagem para Santos, abordasse á ilha, afim de que seu filho, que para isto mandara a bordo, podesse verificar os pormenores dados pelo fallecido mari-