Página:A morgadinha dos canaviais.djvu/167

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


quando as correntes se despenhavam por elle, como em catadupas, e os ventos vinham despedaçar-se furiosos de encontro ás arestas salientes da rocha.—­Era necessario estar muito amestrado para o descer sem perigo.

Augusto era de todos o que melhor o conseguiria; assim não tivesse de répartir os seus cuidados por tantos. De pequeño se costumára áquellas aventuras; e já então seguia, sem vertigem, a maïs estreita borda dos despenhadeiros do monte.

A tudo porém attendia agora, desenvolvendo uma actividade e pericia, que inspirava alento e confiança aos maïs. Agil, como um animal montez, girava em volta da pequena caravana, de que tacitamente fôra reconhecido chefe. Ora adeante a dirigir os passos pelos logares de maïs fácil transito, ora á retaguarda a dar a mão a Magdalena, que vira em embaraço, où a amparar Christina, a quem muita vez chegou a levantar nos braços, para a fazer franquear um ponto do caminho, em que ella parára, sentindo que lhe resvalavam os pés no déclive e na humidade do chão. O proprio Henrique, que não era o menos embaraçado do rancho, e nem isso admira, só a custo podia prescindir, em certos lances, do auxilio de Augusto.

O amor proprio e orgulho do hospede de Alvapenha iam um tanto mortificados n’esta retirada ingloria. Nenhum dos seus muitos talentos e aptidões, de tanto valor no terreno, tambem escorregadio, das salas de baile, lhe valiam para alli. Era évidente a sua inferioridade n’este momento; ora Henrique não era homem que, tendo consciencia disto, ficasse indifférente; mas que remedio? Procuraria maïs tarde uma compensação.

Não descrevemos todos os episodios d’esta laboriosa descida, alguns dos quaes sómente a preoccupação, em que iam os animos, impedia achar risiveis; porém que maïs tarde deviam, como é costume, vir a ser alimento de animadas e joviaes recordações.