Página:A morgadinha dos canaviais.djvu/380

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Para Henrique, em quem havia muito se inoculára o scepticismo da época, impedindo-o de divinisar os homens, por maïs rodeados de prestigios que lhe apparecessem, não tinha o facto de que se tratava grande significação nem gravidade. O caso era o seguinte:

Tempos antes havia-se agitado nas cámaras uma importante questão politica; uma d’estas questões que servem para estremar os campos e descriminar os programmas dos partidos. Vacillar n’ellas é já trahir os principios fundamentaes de uma causa, e abjurar um credo politico inteiro. O pae de Magdalena, militando no partido de maïs avançadas ideias liberaes, tinha de antemão traçado por elle o caminho a seguir n’esta conjunctura, o circulo, fóra do qual não poderia combater sem apostasia; mas, como já atraz dissemos, o conselheiro não era já o homem que fôra nos primeiros tempos da sua carreira publica; perderà a fé nas utopias e nos principios abstractos, e trocava-os de barato por qualquer pequena vantagem positiva que pudésse obter, se não para si, para a localidade de que era representante. A logica partidaria sacrificára-a, sem remorsos, maïs do que uma vez, ao que, em linguagem não sei se parlamentar, se chama conveniencias politicas.

Déra-se maïs um exemplo d’esta flexibilidade de principios no conselheiro.

Comquanto membro da opposicão, e dos maïs temidos pela sua eloquencia, variados conhecimentos e vigor de discussão, não era elle de tão espinhosa moral que não tivesse amigos no seio da maioria, sendo até o proprio ministro um dos maïs intimos. No tempo da discussão, de que falamos, o ministro, que desejava afastar das cámaras todos os adversarios de importancia, não duvidou entrar em ajustes com o conselheiro. Este, que já não era homem para repellir com indignação taes factos, teve a astucia precisa para se aproveitar das contingencias. Entenderam-se.