Página:A morgadinha dos canaviais.djvu/441

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
167

leito, não seja o seu primeiro movimento o de ajoelhar deante d’ella para a adorar. E Henrique não é falto de coração. Lida, lida, minha boa Christina, que para a tua felicidade lidas. Foi a Providencia que quiz que tu vencesses com as maïs abençoadas armas que concedeu á mulher. Confio em Deus que vencerás. Deixar-te-hei todas as fadigas, para te pertencer todo o prazer.

E em harmonia com está resolução, a morgadinha absteve-se de intervir no tratamento de Henrique.



XXVII



Foi opinião do facultativo, que tratou de Henrique, que a vida d’este correrà sérios riscos durante a primeira semana, por não sei que complicação que se lhe manifestou no decurso da molestia. Se se enganou o prático, não nos compete a nós decidir; acceitemos-lhe a opinião, como de legitima fonte, e não profundemos materia alheia ao nosso intento.

Ao fim dos oito dias, porém, começaram a manifestar-se melhoras evidentes, e o proprio facultativo foi o primeiro a assegurar ás senhoras, que sempre o vinham consultar á saida com anciosa curiosidade, que «o homem estava salvo».

De facto, nos primeiros períodos da doença, Henrique caira, como já dissémos, n’um d’aquelles estados de indifferença para tudo e para todos, de que se não pode agourar nunca bem. Agora, porém, começava já a manifestar attenção para os cuidados de que era objecto, e a agradecer, com palavras de sincera gratidão, o tratamento affectuoso que recebia n’aquella casa e especialmente os desvelos de Christina.