Página:Bem cavalgar.djvu/25

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


zar esta manha, per que dhomẽ sãao, q̃ aia boa e ryja uõontade, e sobejo nom engorde, tarde ou nunca se perde como fazem as mais detodallas outras E aq̃ boo geito teuer dessetrazer grande auantagẽ lhe dara delongamente parecer bem, quando for em cauallo, ou qual quer outra razoada besta com perteecẽte corregimento.

Acabasse aprimeira parte da uõotade. E começasse assegunda do poder.
Capitullo primeiro
do poder do corpo, e da fazenda.

Quanto perteẽce ao poder abastante q̃ deuem auer os caualgadores se departe ẽ duas partes. Huã de desposiçom do corpo, e outra da fazenda. Do corpo pẽssom algũus per fraqueza e uelhice, ou gordura, q̃ nõ poderõ seer bons caualgadores, e porem perdem auõotade, e leixam da prender, oq̃ pera ello saber lhes he nescessario. Essom conhecidamẽte os mais em esto enganados e assy per outras muitas cousas boas q̃ per esta desesperaçom perdem, q̃ se boa esperãça ouuessem cobrar poderiom. Epodẽ razoadamẽte seer fora de tal teẽçom os que filharem este cuydado, penssẽ que syntẽ em sy per que duuydam de poderẽ percalçar esta manha Esse for fraqueza, ou nelhice, ou outra alguã cousa, logo acharom outros mais fracos e mais uelhos que abem sabẽ E assy ygualmente conhecerom amoor parte dos homeẽs nos fallimentos q̃ se teuerẽ alguũs uerom outros q̃ os teem tamanhos e mayores q̃ nõ sõ per elles tanto embargados q̃ grãde parte della nõ aiom. E quando uirẽ q̃ os taaes como elles, e mais derribados em seus fallymentos apercalçam e husã della assaz razoadamente, bem deuẽ conhecer que se uoontade e saber ouuerem que opoder nõ lhe fallecera pois podem os que pera ello menos