Página:Camilleana (1891).pdf/38

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Nas trevas. Sonetos sentimentaes e humoristicos. Lisboa 1890, 1 vol.

Neta (A) do arcediago. 2ª edição, Porto 1860. 3ª edição, Porto 1874. 1 vol.[1] Continuação d’A filha do arcediago.
A primeira edição é o terceiro volume das Scenas contemporaneas, e sahiu em 1856.</ref>

No Bom Jesus do Monte. Porto 1864. 1 vol

Noites de insomnia. Publicação mensal. Porto 1874. 12 vols.:

1.° Proemio. Consolação a Santos Nazareth. As ostras. Rehabilitação do snr. visconde de Margaride. A rival de Brites de Almeida. Egas Moniz. Dous poetas ineditos do Porto. D. João III, o principe perfeito. Subsidio para a historia de um futuro santo. O livro 5° da ordenação, titulo 22. Problema historico a premio. Desastre do santo officio no Porto. Rancho do Carqueja.

2.º Aquella casa triste... Solução do problema historico. Dous preconceitos. Lisboa. Ferreira Rangel. As joias d’um ministro de D. João V no prego. O oraculo do marquez de Pombal. O principe perfeito. Ave rara. Vergonhas nacionaes. Rancho da Carqueja. Bom humor (Ao noticiarista da Actualidade). Declaração.

3.º Feitiços da guitarra. Em que veias gira o sangue de Camões?. Lisboa. Voltas do mundo. Nova solução do problema historico. Desgraçado Balzac! (Á Actualidade). Os 2 Joaquins. Flores para a sepultura de Ferreira Rangel. O mysterio da castanha. Bem vindo!. Os salões, pelo visconde de Ouguella. Subsidios para a historia da serenissima casa de Bragança.

4.º O cofre do capitão-mór. O jogador. Inedito do poeta Fr. Bernardo de Brito. Lisboa. Litteratura brazileira. Á Actualidade. A exma. madrasta d’el-rei D. Luiz I calumniada. Os salões, pelo visconde de Ouguella. O decepado. Caridade barata e elegante. Profunda reforma nos costumes da via ferrea portugueza. Formosa e infeliz. Antonio Serrão de Castro.

5.º Petronilla, Gamarra, Zamperini. Entrada para Os salões. Os salões, pelo visconde de Ouguella. Ecce iterum Silva Crispinus. Santos Silva. Doudo illustre. Renan. Correcções. Mau exemplo

  1. Continuação d’A filha do arcediago.