Página:Contos Tradicionaes do Povo Portuguez.pdf/490

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


laires de la Russie, p. 77.) Ha elementos episodios no Koschéi o immortal. (Ibidem, p. 105.) Nos Contos populares da Servia, de Vuk Stefanovic, vem este conto com uma fórma deturpada, e uma variante colligida pela Sociedade da joven Bosnia, ambos traduzidos para inglez pela dama Mijatovies (p. 32 e 36, e p. 123.) Na collecção de Hahn, Contos gregos e albanezes, n.º 70 do I vol., e p. 294, do vol. II. Na Italia, apparece nas collecções de Pittré, n.º 80 e 83 das Ott. Fiabe, e p. 208 do vol. II das Fiabe Novelle e Raconti popolari siciliani; e nos Contos sicilianos de Laura Gonzenbach, apparece sob os n.os 58, 59, 61, 63 e 64; nos Contos populares venezianos, de Wiedter e Wolf, n.º 4, e nas Novelline popolari ilaliane, de Domenico Comparetti, n.º 19. As notas de Reinhold Köhler alargam immensamente a área das comparações na tradição europêa; acham-se nas collecções Schiefner, de Gonzenbach, Wiedter, Hahn, Vuk Stefanovic e Bladé, d'onde se aproveitam todos os criticos com leves ampliações; pertencem a este cyclo novellesco, contos magyar, slavonico e polaco, das collecções de Gaal, Vogel e Woyciki; contos allemães das collecções de Grimm,[1], Wolf, Sommer, Colshorn, Curtze e Vernalecken; Mullenhoff, Birlinger, Haltrich; conto bohemio, na collecção de Waldau, lituanico na de Schleicher, tiroleza na de Zingerle e Schneller, dinamarqueza na de Grundtvig, e slava na de Schmaler, e em suisso, de Sutterrneister, finlandez em Bertram, e gaelico em Campbell. O estudo comparado d'este conto portuguez com os elementos tradicionaes europeus colligidos pelo erudito Köhler, acham-se na citada Revista Occidental, Lisboa, 1875, vol. II, p. 239 e 245.

Gubernatis, na sua Mythologia zoologica, t. I, p. 207, traz o resumo de um conto russo colligido por Erlenwein, e no tomo II, p. 197, traz o episodio da descida ao poço

  1. Na traducção franceza de Fr. Baudry, vem Os seis companheiros (p. 172) e o Gigantinho (p. 274) com analogias.