Página:Da França ao Japão (1879).djvu/244

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
DA FRANÇA AO JAPÃO
185

casas com seus tectos pontudos, e grande numero de barcas transportando passageiros de umas para as outras cidades, ou aldeias, situadas ao longo da costa.

Em alguns pontos, observava-se luxuriante vegetação de um verde puro, que se destacava do aspecto abrupto e esteril dos rochedos isolados e de fórmas caprichosas, que orlão toda a costa.

Na vespera da nossa chegada a Nangasaki, ás 4 1/2 horas da tarde, observamos, de bordo do Golden Age, um eclypse do Sol, que era parcial para o Japão. A athmosphera estava pura e transparente e pela primeira vez poderiamos observar as differentes phases deste phenomeno em excellentes condições, se podessemos dispor dos instrumentos necessarios e de installação conveniente.

No dia seguinte pela manhã, avistamos pela prôa do Golden Age, as ilhas Iwosima, que se achão situadas entre os promontorios ou pequenas linguas de terra, que ahi se encontrão em grande numero, muito proximas umas as outras.

Muitos destes promontorios são fortificados e alguns dispoem de excellente artilheria que foi mandada vir dos Estados-Unidos pelo actual governo.

As baterias são dispostas de modo a impossibilitar aos inimigos das vantagens dos tiros de grande alcance; assim, ellas formão planos combinados de modo a attrahir os navios inimigos para as passagens, na apparencia praticaveis, por entre os rochedos que se achão quasi a superficie das aguas.

Vimos muitos militares debruçados sobre as muralhas dos fortes que com interesse acompanhavão a marcha do Golden Age.

As encostas das pequenas montanhas que olhão o lado de terra, são utilisadas pelos quarteis e armazens de munições que pela sua situação são inacessiveis, pois parece de muita temeridade qualquer tentativa de desembarque naquelles pontos da costa.

Antes de entrarmos em Nangasaki encontramo-nos com