Página:Diccionario Bibliographico Brazileiro v1.pdf/378

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
353
AU


grande somma de conhecimentos praticos, principiando a explicar-lhes, logo que começam a balbuciar as primeiras palavras, o que é e para que serve tudo o que os rodeia. Rio de Janeiro, 1876 — com vinhêtas e desenhos.

Extractos classicos de sete autores escolhidos pela inspectoria da instrucção publica para os exames da lingua portugueza, Rio de Janeiro, 1876, in-8.°

Compendio de um curso completo de philosophia elementar, leccionado no lyceu Cados Magno e na escola preparatoria de Santa Barbara no collegio Chapital por A. Pelissier, professor de humanidades em Pariz; vertido em portuguez da 5ª edição franceza. Rio ele Janeiro, 1877, 452 pags.

Primeiro livro da infancia, ou exercicios de leitura e lições de moral, vertido do livro do conselheiro Delapalme, adoptado pela inspectoria geral da instrucção primaria e secundaria com approvação do governo imperial, e pela inspectoria da instrucção publica do Rio de Janeiro para uso das escolas primarias. Rio de Janeiro, 1880 — Ha actualmente quinta edição, 1883.

Primeiro livro da adolescencia, ou exercicios de leitura e lições de moral, vertido para servir de complemento ao primeiro livro da infancia. Rio de Janeiro, 1880 — Foi adoptado com o precedente, e ha quarta edição, de 1883.

Noções elementares de geographia, compiladas para uso das escolas. Rio de Janeiro, 1880 — E' escripto de accôrdo com os pontos de geographia, que são hoje preparatorio para a matricula do primeiro anno do collegio de Pedro II.

Nova serie de livros de leitura graduada, apropriados ás escolas elementares do Brazil. Primeiro livro ornado de gravuras. Rio de Janeiro, 1881 — Comprehende o methodo de leitura e pronuncia da lingua portugueza.

Nova serie de livros de leitura graduada, etc. Segundo livro. Rio de Janeiro, 1881 — E' dividido em seis partes: 1ª, Fabula, anecdotas e narrações; 2ª, Descripções e noções uteis; 3ª, Historia e biographias; 4ª, Agricultura; 5ª, Conselhos de um professor a seus discipulos; 6ª, Poesia.

Zaluar collaborou na obra « Heroes brazileiros na campanha do sul, etc.» (veja-se Eduardo de Sá Pereira de Castro) e redigiu:

O Parahyba: jornal consagrado aos interessas commarciaes, industriaes e agricolas. Petropolis, 1857-1860.

A Civilisação: folha consagrada aos interesses garaes do paiz. Santos, 1861.

O Municipio: jornal scientifico, noticiario e comercial. Vassouras, 1873.

O Vulgarisador: jornal dos conhecimentos uteis (hebdomadario). Rio de Janeiro, 1877-1878.