Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/145

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


qual era commandante. Esse desastre occorreu no Cabo Colon.

Escreveu :

Instrucções para o serviço da artilharia pesada, 1878, Rio de Janeiro.

Antonio Sabino do Monte (Des.or) — Nasceu a 11 de Julho de 1846 na cidade de Sobral e foram seus progenitores o Major Miguel Francisco do Monte, nascido a 1.º de Janeiro de 1812 e D.ª Anna Clara Franeisca do Monte, nascida a 1.º de Agosto de 1819. São seus irmãos:

José Clementino do Monte, nascido a 14 de Novembro de 1839 e casado com D.ª Maria Bernarda da Silva Monte; Pharmaceutico João Francisco do Monte, nascido a 18 de Setembro de 1844 e casado com D.ª Bemvinda de Almeida Monte; D.ª Emestina Olivia da Silva Monte, nascida a 17 de Janeiro de 1850 e casada com o Dr. Helvecio da Silva Monte, sergipano; D.ª Maria Carolina do Monte Mendes, casada com Francisco Fernando Pereira Mendes; D.ª Anna Clara do Monte, D.ª Candida Rosa do Monte, D.ª Adelaide Franeisca do Monte e Miguel Francisco do Monte Junior.

Foi-lhe conferido o gráu de Bacharel em sciencias jurídicas e sociaes pela Faculdade de Direito do Recife a 7 de Novembro de 1870, tendo obtido approvação plena em todos os annos do curso, e logo depois, de Março a Abril, exerceu a promotoria publica da Comarca de Sobral por nomeação interina do Juiz de Direito, Dr. Vicente Alves de Paula Pessoa.

Retirando-se em 1871 para o sul do Império fixou residência em Santa Maria Magdalena, termo e comarca de Cantagallo, Província do Rio de Janeiro, e entregou-se alli ao exercício da advocacia.

Por acto de 27 de Janeiro de 1872 o Presidente Josino do Nascimento e Silva nomeou-o promotor publico de Cantagallo, cargo que deixou no mesmo anno.

Deixando o exercido do cargo de promotor publico da comarca, empossou-se em Fevereiro de 1873 do de juiz municipal e de orphãos do termo de Mangaratiba, para o qual fôra nomeado pelo Ministro da Justiça Duarte de Azevedo

126