Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/27

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Meneses, esteve condemnado á morte em 1825 pela sua colloboração na revolução, diremos — revolta do Ceará em 1S24.

Deve ter morrido, com 70 annos, comparado aos seos camaradas, que sobrevivem.

Adolpho Caminha — Nasceu em Aracaty a 29 de Maio de 1867. Filho de Raymundo Ferreira dos Santos Caminha e D. Maria Firmina Caminha. Official de marinha, tendo como tal feito sua 1.ª viagem de instrucção pelos Est. Unid. da America do Norte, depois empregado publico e jornalista no Ceará e na Capital Federal, onde morreu de tuberculose a 1.º de Janeiro de 1897, sendo enterrado no cemiterio de S. Francisco Xavier.

E’ o autor das seguintes obras :

Judith e Lagrimas de um crente (Contos). E’ um folheto de 53 paginas.

Voos incertos (Versos). E’ um folheto de 36 paginas em que o autor reuniu as poesias, que compoz e fez publicar em diversas revistas no periodo de 1885—1886.

A normalista, escripto em 1892 e editado no Rio de Janeiro. Romance de tons naturalistas bem accentuados, cujas scenas desenrolam-se em Fortaleza. Um estudo psychologico, que dar-lhe-á renome, e que por muitos é considerado como sua obra capital.

Algumas criticas tem apparecido sobre a Normalista como a de Rodolpho Theophilo no Pão, de Fortaleza.

No paiz dos yankees. Narração da viagem, que o autor fez a bordo do cruzador “Almirante Barroso». Editor Domin¬ gos de Magalhães, 54 rua do Ouvidor, Rio de Janeiro, 1894. Com 179 pp. em 16.

Bom-Creoulo. Outro romance d’après nature, em torno do qual se tem agitado a critica. Tendo por thema o homosexualismo, este livro despertou acerbas apreciações contra as quaes respondeu o autor no n. 2 da Nova Revista.

O 1.º n. da Nova Revista é de Janeiro de 1896 e nelle collaboraram além de Caminha (Chronica de Arte) Clovis Bevil-

8