Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/55

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Diccionario Geographico, Historico e Descriptivo do Estado do Ceará. Editor Louis C. Cholowiecki, Ateliers Louis, 1903. Essa obra foi publicada por occasião da commemoração do Tricentenário do Ceará.

Discurso proferido na sessão promovida pela Faculdade de Direito do Ceará no dia 9 de Junho de 1905 na commemoração do trigésimo dia do fallecimento do Dr. Joaquim Lopes de Alcantara Bilhar, Fortaleza, Typ. America, Praça Ferreira n.° 43, 1905, in 8.° de 13 pp.

Discurso proferido pelo Juiz de Direito Alvaro Gurgel de Alencar, lente substituto da 3.a secção da Faculdade Livre de Direito do Ceará ao assumir a regencia da cadeira de Direito Administrativo e Sciencia da Administração em 1905. Fortaleza, Typ. America, Praça do Ferreira n.° 43, 1905.

Memória Histórica do Anno de 1906 lida perante a Congregação da Faculdade Livre de Direito do Ceará. Fortaleza Typo-Lithographia a vapor, 68 Rua Formosa, 1907, in 8.° de 33 pp.


Alvaro Joaquim de Oliveira (Cons.º) — Filho de Antonio Joaquim de Oliveira e D.ª Joaquina Rosa de Oliveira, nasceu em Fortaleza.

Fez o curso de engenharia militar e serviu no exercito até o posto de major, tendo tomado parte na campanha do Paraguay. Foi promovido a Capitão de Engenheiros por actos de intelligencia reputados serviços relevantes. Bacharel em mathematicas, foi professor de chimica na Escola Polytechnica da Capital Federal. Occupou o alto posto de Director Geral dos Telegraphos e Correios da Republica. Residiu alguns tempos em Londres occupado na propaganda do café.

E’ membro correspondente da Academia Cearense e do Instituto do Ceará, e autor dos seguintes trabalhos:

Relatorio da Companhia S. Paulo e Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1875.

Secca do Ceará, Açudes, Arborisação, Estradas de Ferro, publicado no Rio de Janeiro no jornal Globo (Janeiro e Fevereiro de 1878) em artigos assignados por Sertanejo e

36