Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/446

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


101(1 DOM JOAO VI NO BRAZIL

cantava no Rio, por occasiao da Semana Santa, com o mesmo encanto que em Roma, na Capella Sixtina.

A inclinagao musical nao era so poderosa no Brazil entre a gente de educacao : ella denunciava-se, sem artificios nem prepares, na caracteristica e espontanea musica popular. O que faltava era apenas escola. Ao proprio padre Jose Mauricio e a outros talentos brazileiros do genero foi muito util, ao que se af firma ( I ) , o influxo da banda allema que ficou com a Princeza Real e ajudou a formar entre nos o bom gosto e o estylo musicaes, determinando a pratica intel- ligente e sabia sem a qual se extraviam numerosas vocaqdes pro fissionaes.

Os Jesuitas, que tao grandes disciplinadores espirituaes e temporaes sao, tinham fundado na fazenda de Santa Cruz

��bro de 1811) : antes, extendendo a antipathia fi farnilia do musico, assim maltratava o irmao, passando depois a ensaiar sobre o proprio novas variagoes. "Simao Portugal e organista da Capella It. com os seus 300$000 reis e appendices, ignore se com ragao ; porem o irmao tem-no introduzido com os seus conhecimentos de sorte que tern gran- geado muitos discipulos e discipulas, que Ihe mandao suas seges a ca sa buseal-o ; eu o tenho visto mil vezes nas ditas s,?ge&, entre ellas a da Duqueza de Cadaval : por isso nao tern razao de lamentar-se, porque he mui natural Ihe provenhao grandes interesses de seu exer- cicio. O irmao Marcos tern ganhado a aversao de todos pela sua fan- farronice ainda maior que a do 1 ao de L6 : he tao grande a sua im- postura e soberba por estar acolhido a graga de S. A. K., que so tern levantado contra si a maior parte dos m^esmos que o obsequiavao : he notavel a sua circumspecgao, olhos carregados, cortejos de superiori- dade, emfim apparencias ridiculas e de charlatao : jfi tern desmer; cido nas suas composi(;des ; e hum grand<> Musico e Compositor, vindo de Pernambuco (?), e <iuo aqui vivc. he hum seu Antagonista, e mostra a todos, os que quizerem ver, os lugares, <|U(> Marcos furta de outros A. A., publicando-os como originaes. ( 1 omo e^ta constituido Director dos Theatres: e Funcgoes, quanto a Musica, tern formado eaormes in- trigas entre Musicos e Actores, de que se tern originado grandes de-

sordens. Do novo theatre que vai a abrir-se queria Marcos ser

despotico Director com 2 :000$000 a I em de Beneficios e o melhor ca- marote da bocca ; porem como encontrasse duvidas no seu Kmprezario, tem-se empenhado em desviar os Actores. e para isso obrigando-os a exigir grandes mezadas. He riso vel-o a janella, e em publico, todo ompoado e emproado, como quern csta govcrnando o Mundo : mas emfim tern hum grande- 1 adrinho, e por este o ser, he affagado por outros." (Carta ao 1 ai ae 28 de Setembro de 1813). (1) Debret, o&. cit.

�� �