Página:Elementos de Arithmetica.djvu/30

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arithmetica

O raciocínio empregado para sommar os tres numeros precedentes póde ser applicado para sommar quaesquer outros numeros inteiros. E, pois, fácil estabelecer a seguinte:

Regra. — Escrevem-se os numeros uns abaixo dos outros, de modo que as unidades das differentes ordens se correspondam em columnas verticaes. Sublinha-se. Sommam-se as unidades das differentes ordens contidas em cada uma das columnas, começando pela ordem mais inferior. Se a somma de cada columna não fôr superior a nove, é escripta por inteiro abaixo do traço. Se fôr superior a nove, escreve-se sómente o que excede de dez, vinte, trinta, etc., e essas dez, vinte, trinta unidades de uma ordem qualquer, convertidas em unidades da ordem seguinte, a ellas se reúnem.

Sendo o numero de parcellas muito grande, é conveniente decompol-as em grupos, cada um composto de um certo numero d'ellas. Sommando cada um d'esses grupos e reunindo depois essas diversas sommas, teremos o resultado.

SUBTRACÇÃO

26. A subtracção é a operação que tem por fim achar o excesso de um numero sobre outro menor.

O numero maior chama-se minuendo; o menor, subtrahendo; e o resultado da operação, resto, excesso ou differença.

Na subtracção dos numeros inteiros ha dous casos a considerar:

1º Caso. — Subtrahir um numero simples de outro também simples; ou subtrahir um numero simples de um composto, sendo o resultado numero simples.

2o Caso. — Subtrahir um numero composto de outro também composto.

27. 1º Caso. — A subtracção de um numero simples de outro simples, ou de um numero simples de outro composto, se effectua subtrahindo do numero maior as unidades de que se compõe o menor, uma por uma.

Assim, para subtrahir 4 de 7, diremos: sete menos um, seis; seis menos um, cinco; cinco menos um, quatro; quatro menos um, tres; e esse resultado 3 é o excesso do numero 7 sobre o numero 4.